O Puritano da Rua Augusta

1º rolo: Pundoroso, industrial recém-chegado de viagem, veicula sua nova religião pautada por firmes valores morais. Indispõe-se, logo de saída, com os filhos, “jovens transviados”, que recebem a proteção de Carmem, fogosa segunda esposa de Pundoroso, e de Dona Raimunda, mãe desta. Filomena e o marido Dagoberto, respectivamente irmã e médico de Pundoroso, posicionam-se a favor do industrial visando interesses financeiros. (294,2 m)
(São Paulo: centro da cidade – Viaduto do Chá, Avenida São João, Avenida 9 de Julho, túnel, Rua Augusta. Mansão: jardins, sala, sala de jantar. Automóveis. Empregados negros. Padre.)
2º rolo: A Liga Religiosa dos Ciprianistas, reunida em casa de Pundoroso, decide revigorar uma ampla campanha a favor da moralização dos costumes, hoje degradados nas roupas e nos costumes dos jovens. A filha Gaby, recém-retornada dos Estados Unidos, é marcante exemplo contrário à “filosofia” de Pundoroso e sua Liga. Medidas drásticas devem transparecer no interior das próprias casas e famílias. (289,3 m)
(Mansão: sala de jantar, quarto de rapaz, sala. Empregada negra. Automóveis.)
3º rolo: Na madrugada, a fiscalização da Liga mantém-se intensa, flagrando as “fugas” noturnas dos filhos mais velhos de Pundoroso e exigindo, em consequência, atitudes mais “saudáveis” como o bom trabalho a ser desempenhado na fábrica de Pundoroso. Este, inicialmente, se propõe a fazer pregações em praça pública. (287,4 m)
(Mansão: quarto, sala. Empregados negros. Escritório de fábrica. Praça pública, banda musical, entoação do “hino dos ciprianistas” – Mazzaropi canta inclusive. Ônibus Lapa-Praça da Sé.)
4º rolo: Depois, entoam pregações moralizantes em uma boate, provocando grandiosa confusão. Na casa de Pundoroso, todavia, os jovens assumem a nova dança do “twist”. O pai, ao retornar, expulsa os “vândalos” de sua casa e enfrenta a revolta da esposa, da sogra e dos filhos. Filomena e Dagoberto apartam a discussão. (287,4 m)
(Mansão: sala. Elza Soares e Waldyr Mussi e seu conjunto – 20 m cantam “O negrinho e a senhorinha”. Boate: interiores. Gerente. The Jordans – 135 m – e Lancaster – 189 m, conjunto de “twist”. São Paulo: Rua Augusta. Empregada negra.)
5º rolo: A Liga dos Ciprianistas decide atacar os “demônios” de uma turma de “jovens inconsequentes”. Pundoroso passa mal e Dagoberto recomenda repouso absoluto. A família reluta em tirar férias com o pai mas, sabendo tratar-se de um caso de vida ou morte, convencem-no a sair de São Paulo. (277,8 m)
(Mansão: sala. Escritório da Liga (tipo Exército da Salvação). Praça Pública, conjunto de “twist” – Lancaster?.)
6º rolo: A família inteira decide ir à praia, acatando ordens de vestirem antiquíssimos maiôs, com exceção de Carmem e seu audacioso traje de banho. Pundoroso tem uma nova recaída e retorna a São Paulo. Para surpresa geral, o moralista tira proveito de sua doença, contratando Lili, uma “boa” enfermeira particular, e castigando a esposa e a sogra com atitudes que incorporam a juventude. (296,3 m)
(Mansão: quarto, jardins. Guarujá, SP: praia, mar. Empregados negros. Automóveis.)
7º rolo: Carmem e Raimunda acatam as novas ordens mas se irritam com as “semvergonhices” de Lili e Pundoroso. Os filhos se divertem e cobiçam a enfermeira. Pundoroso participa, e vence, uma “gincana” automobilística para a qual arrasta a sogra, sem o consentimento desta, em incríveis emoções juvenis. Carmem e Raimunda começam a mudar de idéia quanto aos costumes “modernos”, ora adotados por Pundoroso. (290,2 m)
(Mansão: jardins, sala, quarto. Parque Ibirapuera. Mazzaropi canta – 189 m. – “Sou mais eu”. Automóveis. Empregado negro. Praça pública.)
8º rolo: Os negócios de Pundoroso começam a periclitar. Carmem, involuntariamente, trama a internação dele em um hospício. Pundoroso e Gaby desaparecem repentinamente. Filomena, percebendo um estratagema por detrás destes desaparecimentos, provoca ampla discussão em família. Pundoroso é retirado do sanatório, após rápidas investigações. Raimunda decide abandonar a casa e Carmem se defende das acusações. (280,9 m)
(Praça pública. Empregados negros. Escritório de fábrica. Mansão: sala, quarto. São Paulo: Rua Augusta. Sala de espera, médico, varanda de hospital.)
9º rolo: Pundoroso, apoiado pelos filhos, decide separar-se de Carmem mas a reclusão de Gaby em um convento torna a reuní-los. Dagoberto propõe um meio-termo moral e reaviva o amor de Carmem por Pundoroso que, ora menos fanatizado, retira Gaby do convento e se despede de seus irmãos da Liga. (293,5 m)
(Mansão: sala, jardins. Convento, freiras. Automóveis. Banda musical, “hino dos ciprianistas”.)
São Paulo: Parque Ibirapuera, Rua Augusta. Ambiente urbano, classe média. Juventude, moralismo, novos costumes. Comédia de costumes.

httpv://youtu.be/IOlFOPfDgJo

Elenco

Amácio Mazzaropi

   Pundoroso

Marly Marley

   Carmem

Marina Freire

   Raimunda

Elisabeth Hartman

   Filomena

Edgard Franco

   filho de Pundoroso

Henricão

   empregado da casa


Gladys • Julia Kovacs • Darla • Marlene Rocha
Carlos Garcia • Zéluiz Batista Pinho • Claudio Maria
Augusto César Ribeiro • Aristides M. Ferreira • Cleusa Maria
Etelvina dos Santos • Humberto Militello • Durvalino Simões
Sonia Maria dos Santos • João Batista de Souza • Celso F. Guizard

 

comédia, ficção; 102 minutos; censura livre

 

cia produtora PAM Filmes (Taubaté, SP)
direção Amácio Mazzaropi
assistente de direção John Doo
argumento Amácio Mazzaropi
“colaborou no roteiro” Alvim Barbosa
diretor de fotografia Giorgio Attili
câmera Geraldo Gabriel
assistente de câmera Rosalvo Caçador
foquista Maciel Afonso Fraga
engenheiro de som Constantino Warnowsky
assistente Alexandre Warnowsky
montagem Mauro Alice
maquilagem Maury Viveiros
direção musical Hector Lagna Fietta
canções “Sou mais eu”- Let Kiss (sic), de Nazareno de Brito, canta – Mazzaropi; “O neguinho e a senhorinha”,de Noel Rosa e Abelardo da Silva, canta – Elza Soares; “Você fugiu da escola”, de Dora Lopes e Gilberto Lima, canta – Claudio Guimarães; “Hino dos ciprianistas”, de Elpídio dos Santos
conjuntos The Jordans; Lancaster; Waldyr Mussi e seu conjunto
continuidade Adalberto Pena
estúdio filmagem Cia Cinematográfica Vera Cruz
laboratório imagem Rex Filme S. A
sistema cor b x p
metragem 2.598,8 m
filmado em 35 mm; em 24 q
local de produção São Paulo, SP
ano de produção 1965

 

One Comment


  1. Tião Veríssimo
    mar 23, 2014

    ” Minha Opinião ”
    ” O Ícone Amácio Mazzaropi,é o Melhor dos Melhores ”
    ” Sugestão ”
    ” Todos os Filmes,que Amácio Mazzaropi Atuou,Dirigiu,Produziu,Etç ”
    ” Os Atores que Participaram,Muitos Ainda Atuam no Segmento,Outros Não,Alguns Faleceram ”
    ” Seria Interessante,as Universidades,Produzirem Trabalhos,Com Entrevistas do Grupo de Atores,Dialogando
    Sobre o Referido Filme ”
    ” Os Detalhes,os Acontecimentos,a Vida do Ícone Amácio Mazzaropi,no Dia a Dia,nas Filmagens,e Anexar no
    Filme,uma produção Especial,Alunos do Cinema,Jornalismo,e Outros Cursos Letivos ”
    ” O Resgate da Memória CINEMATOGRÁFICA DO BRASIL ”
    ” Ex : Na TV Cultura,Todos os Domingos,Exibem Filmes de Amácio Mazzaropi,o Grande Ícone do Brasil ”
    ” Que Possui Categoria de Sobra,p/ Participar de Premiações Internacionais,Oscar,Palma de Ouro,Etç .
    ” Um Detalhe,os Cenários dos Filmes,o Cotidiano hoje,Nexos que Ilustram o Filme ”
    ” Os Novos Profissionais,Sentirão Orgulho em Produzir Trabalhos Deste Nype ”
    ” Falei um Pouco das Palavras que a Tempo,Queria Expressar,Espero Ter Encontrado o Lugar Certo ”
    ” A Todos do Museu Mazzaropi,Saúde,Fé,Sucesso,Felicidade,Sempre,Sempre ”
    ” ATT : Tião Veríssimo – Limeira – São Paulo – Brasil .

Deixe um Comentário

Museu Mazzaropi - todos os direitos reservados.